Mural MX

Lançamento “Um lugar cheio de ninguém”

Postado por em 7-07-17 em Mural MX | Comentários desativados em Lançamento “Um lugar cheio de ninguém”

capa lugar cortada

Marcelo Xavier e Asa de Papel café & arte convidam para o lançamento do livro
 
UM LUGAR CHEIO DE NINGUÉM – e da edição comemorativa de 30 anos de “O Dia a dia de Dadá”
 
Sábado – 15/julho – 11h
 
R. Piauí 631 – Santa Efigênia
 

Oficina de modelagem de massinha de 10h às 11h ( inscrições pelo email contato@marceloxavier.art.br – R$ 40,00.  Vagas Limitadas!)


“Um Lugar Cheio de Ninguém” é o 21º livro de Marcelo Xavier, o 16º voltado para as crianças. Depois de 7 anos, MX volta ao universo infantil explorando as aventuras de um garoto por um cenário onírico de uma cidade sem pessoas. Para comemorar esse retorno, uma grande festa com apresentação do Coletivo Emcaixa – teatro miniatura em caixa de lambe-lambe, oficina de massinha e muito mais.
 
O evento marca também o aniversário de um clássico da criançada. “O Dia a Dia de Dadá” completa 30 anos encantando gerações e ganha uma nova edição.
 
Esperamos todos lá!
 
=====================
 

Marcelo Xavier nasceu em Ipanema, interior de Minas Gerais, em 1949. Viveu por lá até os cinco anos, quando se mudou para Vitória. Passou toda a infância no Espírito Santo e em 1961 veio para Belo Horizonte, onde mora até hoje. É formado em Publicidade pela PUC Minas e artista plástico autodidata. Já fez muitas coisas na vida. Ilustrou livros, criou e realizou inúmeros projetos gráficos, produziu e dirigiu programas para a televisão, trabalhou em publicidade, com cenografias, figurinos e adereços para espetáculos de teatro, música, dança e carnaval.

O trabalho com ilustração tridimensional, que desenvolve desde 1986, é uma síntese de tudo isso: personagens e objetos de cena são moldados em massa plástica, montados em pequenos cenários e fotografados.

Com o livro “Truques Coloridos”, só com imagens feitas com massinha de modelar, estreou como autor para crianças. Entre suas obras estão “O dia a dia de Dadá”, “Tem de tudo nesta rua”, “Asa de papel”, “TOT”, “Se criança governasse o mundo”, que se tornaram bastante conhecidas do público e receberam importantes premiações como: Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro (1994, 2001, 2005); Prêmio APCA – Associação Paulista dos Críticos de Arte (1990, 1993); Prêmio da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (1987, 1990, 1993, 1998, 2001); Prêmio da Associação Brasileira de Escritores (1997). São, ao todo, 20 livros, sendo 15 infantis. Alguns publicados em inglês e espanhol. Um deles (“Se criança governasse o mundo”) já está disponível em versão eletrônica. Tanta produção coloca Marcelo Xavier como o autor de maior vendagem do selo Formato, da Editora Saraiva.

A aproximação com o público infantil acabou promovendo um intenso envolvimento do autor com a Arte Educação, sobretudo nas oficinas de modelagem para crianças e professores realizadas por todo país. Nelas, Marcelo busca mostrar os caminhos encantados e extremamente simples da modelagem com massinha. Os participantes são estimulados, pela observação das ilustrações tridimensionais dos livros, a se entregarem a um exercício de criação individual, fazendo um boneco de massinha a partir das orientações do autor.

Os livros são um encontro que o autor marca com o leitor, esperando que ele compareça. Se o encontro acontece, pode nascer uma forte ligação entre eles. Marquei meu primeiro livro encontro com as crianças em 1987. Ele se chamava ‘O dia a dia de Dadá’ e era um livro de imagens, sem texto. Os pequenos leitores compareceram e a tal ‘forte ligação’ aconteceu. Outros livros vieram, sempre com ilustrações tridimensionais, feitas com massa de modelar e fotografadas. A modelagem é uma paixão antiga. Na minha infância, eu usava barro para fazer bonecos. Depois que secavam ao sol, eram pintados com aquarela. A partir dos encontros com as crianças de várias partes do país, em oficinas de modelagem, posso garantir que elas sabem das coisas e das não-coisas. Crianças pensam com o coração, e têm soluções incríveis para todos os problemas. Por isso, e por puro amor, eu voto nelas!

Contato: 999705162//contato@marceloxavier.art.br

Mais informações:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Marcelo_Xavier

Marcelo Xavier é homenageado no Salão do Livro do Vale do Aço 2017

Postado por em 6-06-17 em Mural MX | Comentários desativados em Marcelo Xavier é homenageado no Salão do Livro do Vale do Aço 2017

Marcelo Xavier é o grande homenageado da décima edição do Salão do Livro do Vale do Aço, em Ipatinga.

Entre as atividades para festejar MX, houve intervenções teatrais baseadas na obra dele e o lançamento de ” Um lugar cheio de ninguém”, 21º livro do escritor e artista plástico. Teve ainda uma edição comemorativa de 30 anos de “O dia a dia de Dadá”.

O evento vai até domingo. Mais informações na página oficial do evento: www.salaodolivrovaledoaco.com.br

Sucesso do bloco TODO MUNDO CABE NO MUNDO

Postado por em 3-03-17 em Mural MX | Comentários desativados em Sucesso do bloco TODO MUNDO CABE NO MUNDO

O bloco mais inclusivo do Brasil tomou as ruas dos bairros Santa Efigênia e Funcionários no último domingo. A chuva foi só mais um elemento neste festa inclusiva, embelezada pela participação de TODO MUNDO. As fotos contam a história desse sucesso!

 

Manifesto Todo Mundo Cabe no Mundo

Postado por em 2-02-17 em Mural MX | Comentários desativados em Manifesto Todo Mundo Cabe no Mundo

Manifesto Todo Mundo Cabe no Mundo


CARNAVAL DE TODO MUNDO

Nossa ideia de carnaval sempre foi a de afirmação da festa como manifestação folclórica – a maior do país – ou seja, popular, democrática, gratuita e aberta ao livre espaço da rua em que todos os cidadãos se sintam convidados a participar. Por sorte, a cidade optou pelo carnaval com estas características. Parece-nos viver a realização de um sonho. Como cantam os versos de uma das nossas 5 marchinhas (especialmente compostas para o carnaval de BH): “BH, a bela adormecida, que dormia em pleno carnaval, um dia acordou e não sai mais da rua e não quer mais parar de pular, de pular, de pular…”

Festa popular sem a inclusão absoluta de todos, que condene parte da população, seja ela qual for, a meros espectadores é um contrassenso. Conhecemos muito bem o grande inimigo do ideal de inclusão social: o preconceito. Sabemos, também, da força de armas como a arte, o folclore, a alegria, o compartilhamento no combate a esse inimigo. O nosso carnaval tem essas armas e é com elas que botamos o nosso bloco na rua: “Todo mundo cabe no mundo” – pela paz, pela diversidade, pela liberdade.

MARCELO XAVIER

=====================

O bloco “Todo Mundo Cabe no Mundo” desfilou pelas ruas de Santa Efigênia e do Funcionários, pela primeira vez, em 2016.

Mas essa ideia começou antes, em 2012, a partir da iniciativa “Preconceito Zero – Todo Mundo Cabe no Mundo”, do artista plástico Marcelo Xavier e de outras pessoas interessadas em tornar o mundo um local mais aberto para o diferente, para os diferentes.

O primeiro evento, em agosto desse ano, reuniu centenas de pessoas em uma movimentação artística espontânea na praça Duque de Caxias, em Santa Tereza. O principal símbolo da ideia foi uma sombrinha, que deveria ser enfeitada da forma que o dono achasse melhor.

4 anos depois, a ideia enveredou pelo caminho da folia e tomou corpo no bloco, que está aberto para todos que quiserem participar de uma sociedade mais inclusiva.

Acompanhe todas nossas movimentações pelo Facebook – www.facebook.com/pg/todomundocabenomundo

Debate sobre acessibilidade

Postado por em 9-09-16 em Mural MX | Comentários desativados em Debate sobre acessibilidade

O 3° Observatório do Circuito Liberdade acontece no dia 22 de setembro, às 19h, no MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal. O tema é “Espaços Culturais e Acessibilidades: Sentidos e Experiências”

O evento contará com a presença do artista plástico mineiro Marcelo Xavier do o consultor em Acessibilidade da Associação Brasileira de Assistência À Pessoa com Deficiência Visual, Beto Pereira; e da presidente do Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual de Minas Gerais, Anyky Lima – sendo mediado por Glicélio Ramos, representante do Movimento Unificado dos Deficientes Visuais e Coordenador do Setor Braille da Biblioteca Pública Estadual Luiz Bessa.

Não precisa de inscrição e a entrada é gratuita!

debate-iepha

Oficina de massinha!!!

Postado por em 9-09-16 em Mural MX | Comentários desativados em Oficina de massinha!!!

Oficina de massinha!!!

Marcelo Xavier e Asa de Papel convidam para um sábado de muita diversão e cultura!

Vai ser no dia 01/10, abrindo as comemorações do mês das crianças.

Vai ter oficina de modelagem com massinha, autógrafos do autor, venda de todos os livros do Marcelo Xavier e de produtos relacionados à obra dele.

Horário: 10h

Duração: 1h

Faixa etária: Livre

Objetivo: despertar a criatividade e a curiosidade por meio da modelagem. Procura-se evidenciar a acessibilidade de todos os participantes a construções e expressões artísticas, não cabendo julgamento sobre o produto final.

Local: Asa de Papel Café e Arte – Rua Piauí, 631, Santa Efigênia

Inscrição: Asa de Papel ou pelo email contato@marceloxavier.art.br

Valor da oficina: R$ 35,00 (material incluído)

Vagas limitadas. Não Perca!

Marcelo Xavier no “Terra de Minas”

Postado por em 9-09-16 em Mural MX | Comentários desativados em Marcelo Xavier no “Terra de Minas”

O programa “Terra de Minas”, da TV Globo Minas, teve uma edição especial dedicada à arte produzida no estado.

MX foi personagem de uma linda e emocionante reportagem, tratando da vida e da carreira desse artista mineiro.

A reportagem está disponível no link http://glo.bo/2chPK38

As peças de massinha do artista plástico Marcelo Xavier são ilustração de livros infantis. Com suas mãos habilidosas, ele vai misturando as cores, amassando, amassando, e, em pouco tempo, a bola de massinha ganha pernas, uma tromba, orelhas, olhos e presas. Nasceu um elefantinho.

O artista plástico e escritor nasceu no interior de Minas, mas diz que tem três terras natais: Ipanema (MG), Vitória (ES) e a capital mineira. A modelagem fazia parte das brincadeiras de criança. Na época, a matéria-prima era o barro. Foi só mais tarde que descobriu que este talento poderia virar profissão.

“Entrei nessas áreas todas: figurino, cenário, adereços. Tudo isso caia ali, a gente matava. E, de repente, me apareceu o texto da Branca de Paula, ‘Truques Coloridos’ e eu resolvi fazer tridimensional, com bonequinhos fotografados, iluminados. Eu queria a luz da televisão nos bonecos, como se eles estivessem assistindo televisão. o tema do livro era televisão”, conta.

Depois disso, ele lançou “O dia a dia de Dadá”, o primeiro livro solo.  Agora, ele prepara “Um Lugar Cheio de Ninguém”, que está em fase final.

É a história de um menino que acorda numa cidade sem pessoas.  E essa não é uma história inventada. Foi um sonho que ele teve quando era criança. Entre as peças que ilustram o livro, está uma réplica da casa onde o artista morava quando era criança.

Oficina do Festival Saci

Postado por em 7-07-16 em Mural MX | Comentários desativados em Oficina do Festival Saci

Pelo quinto ano consecutivo, Marcelo Xavier levou a alegria e a criatividade de sua oficina de massinhas para o Festival Saci.

O evento foi um sucesso e reuniu dezenas de crianças e pais no foyer to Teatro Sesiminas, no bairro Santa Efigênia.

Lançamento “Apática” – 20º livro de Marcelo Xavier

Postado por em 4-04-16 em Mural MX | Comentários desativados em Lançamento “Apática” – 20º livro de Marcelo Xavier

Lançamento “Apática” – 20º livro de Marcelo Xavier

O Espaço 670 – Rua do Ouro, 670, Serra, BH – vai receber o lançamento do mais novo trabalho de Marcelo Xavier, “Apática”. O coquetel de lançamento é no dia 19/04, a partir de 18h.

Na ocasião, haverá uma exposição com reproduções das 7 ilustrações presentes na obra, também disponibilizadas para compra. Além disso, todos os livros de Marcelo Xavier estarão à venda.

“Apática é uma cidade perdida no tempo e no espaço, situada depois do longe mais longe, fora do alcance da mão do mundo. A época é qualquer uma; para seus moradores não importam as horas, os dias ou os anos, absoluta é a indiferença das pessoas do lugar. Lá ninguém sorri ou chora. Não há jardins ou árvores nas ruas, mas há um hotel – o único destaque da cidade. Eis que um forasteiro, de cabelos grisalhos, barba e bigode castanhos e aparência saudável de um jovem viajante, chega para hospedar-se no hotel, trazendo consigo uma mala. Não é uma mala qualquer; ela se destaca na luz do sol, despertando no porteiro do hotel uma terrível curiosidade. Como um sentimento assim nunca lhe ocorrera antes, o porteiro acredita que dentro dela há algo especial. E de fato há. Há uma magia, que faz acordar os sentimentos que os apáticos não sabem o que é sentir”.

Para mais informações sobre Marcelo Xavier, clique aqui.

E contatos podem ser feitos pelo 999705162 ou 991156134.

“Apática” e “Tot” na Feira Literária de Bolonha 2016

Postado por em 2-02-16 em Mural MX | Comentários desativados em “Apática” e “Tot” na Feira Literária de Bolonha 2016

“Apática” e “Tot” na Feira Literária de Bolonha 2016

Apática, livro mais recente de Marcelo Xavier, foi selecionado a Feira de Bolonha 2016 (Bologna Children’s Book Fair 2016), na categoria Fiction for young people. Ele integra o Catálogo FNLIJ – Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. A obra ficou pronta no fim do ano passado e ainda não foi lançada oficialmente.

Apática conta a história de uma cidade perdida no tempo e no espaço, situada depois do longe mais longe, fora do alcance da mão do mundo. A época é qualquer uma; para seus moradores não importam as horas, os dias ou os anos, absoluta é a indiferença das pessoas do lugar. Lá ninguém sorri ou chora. Não há jardins ou árvores nas ruas, mas há um hotel – o único destaque da cidade. Eis que um forasteiro, de cabelos grisalhos, barba e bigode castanhos e aparência saudável de um jovem viajante, chega para hospedar-se no hotel, trazendo consigo uma mala. Não é uma mala qualquer; ela se destaca na luz do sol, despertando no porteiro do hotel uma terrível curiosidade. Como um sentimento assim nunca lhe ocorrera antes, o porteiro acredita que dentro dela há algo especial. E de fato há. Há uma magia, que faz acordar os sentimentos que os apáticos não sabem o que é sentir.

Tot, de 2006, relançado no ano passado com CD de áudio e de cara nova, também foi selecionado para o Catálogo FNLIJ para a Feira de Bolonha na categoria New Editions of books already published.

Para acessar o catálogo da FNLIJ, clique aqui.

A Feira de Bolonha deste ano vai de 4 a 7 de abril. E para saber mais sobre o evento, clique aqui.

Wordpress Themes - Free Wordpress Themes